A febre em São João Batista da Serra da Canastra

A febre em São João Batista da Serra da Canastra

Por volta do ano de 1879, no distrito de São João Batista da Serra da Canastra, uma forte febre tomou conta de todos os moradores da região. O povo ficou vários dias com aquela febre. Várias pessoas estavam morrendo e a cura não aparecia. Ervas, chás, plantas e outros medicamentos usados na época não resolviam o problema.

Algumas pessoas, então, resolveram procurar ajuda de um famoso curandeiro que habitava a região. Durante a visita, tiveram uma revelação inesperada e surpreendente. Segundo ele, para que a febre desaparecesse de uma vez por todas da região, seria necessário o sacrifício de uma pessoa que estivesse contagiada pela febre. Ela deveria ser enterrada viva para levar a febre para o fundo da terra e só assim todos os doentes seriam curados.

Intrigados com a solução apontada pelo curandeiro, eles voltaram ao arraial para anunciar à população o que havia sido dito. Todos ficaram receosos com a notícia. Não acreditavam que isto resolveria o problema e ninguém se propôs a realizar tal sacrifício.

Alguns dias depois, uma senhora contagiada pela doença saiu de sua fazenda e foi ao arraial. Era conhecida como Dona Messias e pertencia a uma família muito rica da região, possuidora de várias fazendas e muito gado. Quando ela soube da solução proposta pelo curandeiro se propôs a ser enterrada viva para que a população fosse curada. No entanto, fez uma exigência: que fosse enterrada com suas jóias, tais como colares, brincos e pulseiras de ouro.

Poucos dias depois de seu enterro, as pessoas da região estavam curadas da febre, graças ao sacrifício da Dona Messias. O seu corpo foi enterrado no cemitério, ao redor da igreja local, prática que era realizada antigamente por vários adeptos da religião católica. Até hoje seu túmulo é visitado regularmente por pessoas da região, que conhecem sua história e vão até lá para agradecê-la pelo sacrifício, levando flores e oferendas

 

fonte: livro um lugar chamado canastra.

Dicas, matérias, guias, hospedagem: www.passeiosnaserradacanastra.com.br

Deixe um comentário

MENU